Pedro Proença: «O meu erro terá marcado o título nacional»

lembra golo irregular de maicon em 2012

Pedro Proença: «O meu erro terá marcado o título nacional»
Pedro Proença: «O meu erro terá marcado o título nacional» • Foto: Fernando Ferreira

Pedro Proença integrou uma reportagem da SIC em que abordou a condição de árbitro e as motivações de uma carreira dedicada ao futebol. O lisboeta já tinha revelado o clube a que é afeto mas refere que essa premissa em nada o "condicionou"  para apitar jogos.

"Eu sou benfiquista assim como tive uma educação para a esquerda. Soube que correria o risco de as pessoas me ligarem sempre que cometesse um erro a favor ou contra o Benfica. Se alguma vez tivesse uma atitude condicionada por isso, não seria profissional de futebol. Há momentos em que nós temos a perceção que vamos ter uma semana difícil a seguir a um jogo. O árbitro de futebol quando entra num sítio público sabe que as pessoas lhe apontam o dedo e não lhe pedem autógrafos", revelou em declarações à estação portuguesa, lembrando depois o badalado golo de Maicon na Luz, que deu a vitória ao FC Porto diante do Benfica (3-2) e que deu aos dragões a liderança isolada em 2011/2012.

"Não foi o assistente que assinalou aquele fora-de-jogo. Foi o Pedro, como chefe de equipa, que validou um golo e assumo a responsabilidade. O meu erro marcou, eventualmente, o título nacional", assumiu.

Erros ao intervalo

O juiz lisboeta afirmou que tenta perceber ao intervalo das partidas qualquer possível erro que possa ter cometido, juntamente com a restante equipa técnica na primeira parte de um jogo. Uma possível falha poderá espoletar uma reação num jogador para a segunda parte do desafio.

"É importante para nós e para a gestão do jogo perceber que abordagem vamos ter dos atletas na segunda parte. Um atleta que sabe que houve uma grande penalidade que não foi marcada, a agressividade e abordagem será diferente após o intervalo”.

Pedro Proença disse ainda que equacionou colocar um ponto final na carreira depois de ter sido agredido no Centro Comercial Colombo, em 2011, mas ainda assim optou por continuar.

42
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Arbitragem

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.