Record

João Pedro (3): O lateral mais parecia um extremo e foi assim que fez a assistência para o 0-5 de André Pereira.
Felipe (3): Jogo sem trabalho defensivo, mas nunca facilitou.
Éder Militão (3): Só assustou quando caiu lesionado no início da 2.ª parte, mas logo se levantou.
Jorge (2): Sem ritmo e a desperdiçar oportunidade para mostrar algo mais.
Herrera (3): Cumpriu e ainda rematou duas vezes até sair mais cedo, logo depois do 0-5.
Óliver (4): Assistência para o golo inaugural de Adrián e para o 0-4 de Soares. Ainda esteve perto de marcar em dois remates cheios de intenção.
Adrián López (5): O espanhol muito dificilmente vai esquecer este jogo. Mesmo perante um adversário tão macio não é todos os dias que se marcam 4 golos. Adrián esteve insaciável e faturou de todas as maneiras e feitios, mas o mais importante terá sido mesmo o primeiro, logo aos 7 minutos, com um belo remate em arco. Depois, foi de ressalto, num belo livre direto e numa recarga. Deu para tudo. Até para sair ovacionado e queixoso.
Bazoer (3): Solas tirou-lhe o golo em cima da linha (41’). O holandês tentou mostrar-se e nem sempre com efeito, mas valeu pelo esforço e ainda foi sobre ele a falta para a expulsão de Babo quando o holandês podia faturar o seu.
André Pereira (3): Procurou mais espaço do lado direito e ainda foi a tempo de também fazer o gosto ao pé, desviando para o 0-5. Acabou rendido logo depois.
Soares (3): Também marcou o seu e a verdade é que muito o procurou, mas Murta negou-lhe as intenções, pelo menos em três ocasiões.
Marius (1): Procurou aproveitar a oportunidade, mas não conseguiu enquadrar dois remates. [Foto Movenotícias/Arquivo]
Corona (1): Também entrou já com a mão-cheia no marcador e logo tentou oferecer mais um a Soares.
Sérgio Oliveira (1): O último a entrar para fazer descansar Adrián López. Um remate muito por cima. [Foto Miguel Barreira/Arquivo]
João Pedro (3): O lateral mais parecia um extremo e foi assim que fez a assistência para o 0-5 de André Pereira.
Felipe (3): Jogo sem trabalho defensivo, mas nunca facilitou.
Éder Militão (3): Só assustou quando caiu lesionado no início da 2.ª parte, mas logo se levantou.
Jorge (2): Sem ritmo e a desperdiçar oportunidade para mostrar algo mais.
Herrera (3): Cumpriu e ainda rematou duas vezes até sair mais cedo, logo depois do 0-5.
Óliver (4): Assistência para o golo inaugural de Adrián e para o 0-4 de Soares. Ainda esteve perto de marcar em dois remates cheios de intenção.
Adrián López (5): O espanhol muito dificilmente vai esquecer este jogo. Mesmo perante um adversário tão macio não é todos os dias que se marcam 4 golos. Adrián esteve insaciável e faturou de todas as maneiras e feitios, mas o mais importante terá sido mesmo o primeiro, logo aos 7 minutos, com um belo remate em arco. Depois, foi de ressalto, num belo livre direto e numa recarga. Deu para tudo. Até para sair ovacionado e queixoso.
Bazoer (3): Solas tirou-lhe o golo em cima da linha (41’). O holandês tentou mostrar-se e nem sempre com efeito, mas valeu pelo esforço e ainda foi sobre ele a falta para a expulsão de Babo quando o holandês podia faturar o seu.
André Pereira (3): Procurou mais espaço do lado direito e ainda foi a tempo de também fazer o gosto ao pé, desviando para o 0-5. Acabou rendido logo depois.
Soares (3): Também marcou o seu e a verdade é que muito o procurou, mas Murta negou-lhe as intenções, pelo menos em três ocasiões.
Marius (1): Procurou aproveitar a oportunidade, mas não conseguiu enquadrar dois remates. [Foto Movenotícias/Arquivo]
Corona (1): Também entrou já com a mão-cheia no marcador e logo tentou oferecer mais um a Soares.
Sérgio Oliveira (1): O último a entrar para fazer descansar Adrián López. Um remate muito por cima. [Foto Miguel Barreira/Arquivo]
João Pedro (3): O lateral mais parecia um extremo e foi assim que fez a assistência para o 0-5 de André Pereira.
Felipe (3): Jogo sem trabalho defensivo, mas nunca facilitou.
Éder Militão (3): Só assustou quando caiu lesionado no início da 2.ª parte, mas logo se levantou.
Jorge (2): Sem ritmo e a desperdiçar oportunidade para mostrar algo mais.
Herrera (3): Cumpriu e ainda rematou duas vezes até sair mais cedo, logo depois do 0-5.
Óliver (4): Assistência para o golo inaugural de Adrián e para o 0-4 de Soares. Ainda esteve perto de marcar em dois remates cheios de intenção.
Adrián López (5): O espanhol muito dificilmente vai esquecer este jogo. Mesmo perante um adversário tão macio não é todos os dias que se marcam 4 golos. Adrián esteve insaciável e faturou de todas as maneiras e feitios, mas o mais importante terá sido mesmo o primeiro, logo aos 7 minutos, com um belo remate em arco. Depois, foi de ressalto, num belo livre direto e numa recarga. Deu para tudo. Até para sair ovacionado e queixoso.
Bazoer (3): Solas tirou-lhe o golo em cima da linha (41’). O holandês tentou mostrar-se e nem sempre com efeito, mas valeu pelo esforço e ainda foi sobre ele a falta para a expulsão de Babo quando o holandês podia faturar o seu.
André Pereira (3): Procurou mais espaço do lado direito e ainda foi a tempo de também fazer o gosto ao pé, desviando para o 0-5. Acabou rendido logo depois.
Soares (3): Também marcou o seu e a verdade é que muito o procurou, mas Murta negou-lhe as intenções, pelo menos em três ocasiões.
Marius (1): Procurou aproveitar a oportunidade, mas não conseguiu enquadrar dois remates. [Foto Movenotícias/Arquivo]
Corona (1): Também entrou já com a mão-cheia no marcador e logo tentou oferecer mais um a Soares.
Sérgio Oliveira (1): O último a entrar para fazer descansar Adrián López. Um remate muito por cima. [Foto Miguel Barreira/Arquivo]

Mais Fotogalerias

Fotogalerias

Vídeos

Vídeos

Fotogalerias

Fotogalerias

Infografias

Infografias
M M