Os dez jogadores mais sobrevalorizados do Mundo: portal lança polémica lista

10. Hulk Paraíba - O extremo brasileiro, antigo jogador do FC Porto, é o último nesta lista. Atualmente, Hulk representa os chineses do Shanghai SIPG e está em final de contrato com o clube.
9. Hidetoshi Nakata - Com uma extensa carreira em Itália, este médio criativo japonês, agora com 43 anos, distinguia-se pelo seu estilo de passe e pela habilidade que tinha com os dois pés.
8. Paul Scholes - Lenda no Manchester United, com mais de 700 jogos com a camisola dos red devils. Pelo emblema inglês conquistou 27 troféus, entre eles duas Ligas dos Campeões, em 1998/99 e 2007/08.
7. Neymar - O talentoso extremo brasileiro do Paris Saint-Germain não consegue juntar opiniões unânimes sobre a sua verdadeira capacidade no futebol. Técnica não lhe falta - há quem diga que sobra -, mas as lesões e as constantes polémicas sobre o seu comportamento fora do futebol têm 'assombrado' a carreira do canarinho.
6. Philippe Coutinho - Deu nas vistas no futebol inglês, ao serviço do Liverpool. Saiu pela porta da frente e reforçou o Barcelona. Pelo emblema espanhol, foram 76 jogos, onde marcou um total de 21 golos e 11 assistências, um registo aquém das expectativas geradas pelos adeptos blaugrana. Atualmente, encontra-se emprestado ao Bayern Munique.
5. Georgi Kinkladze - Com mais de 50 internacionalizações pelo seu país, a Geórgia, este médio criativo representou clubes como o Boca Juniors, Manchester City, Ajax ou até Rubin Kazan, antes de retirar-se em 2007. Atualmente, tem 43 anos.
4. Claude Makelele - Fez-se notar ao serviço do Celta de Vigo, do Real Madrid, do Chelsea e ainda do Paris Saint-Germain, clube onde se aposentou. Entre as várias conquistas que teve na sua carreira, destaca-se a Liga dos Campeões, em 2001/02, pelo Real Madrid.
3. Roberto Carlos - Considerado por muitos um dos melhores laterais-esquerdos da história do futebol brasileiro, Roberto Carlos entra diretamente para o top-3 de jogadores mais sobrevalorizados da história do desporto-rei. Um Mundial, em 2002, e três Ligas dos Campeões (1997/98, 1999/00 e 2001/02) foram algumas das suas conquistas ao longo do seu percurso como jogador.
2. David Ginola - Este antigo extremo francês com passagens pelo futebol francês (Toulon, RC Paris, Brest Armorique e Paris Saint-Germain) e inglês (Newcastle, Tottenham, Aston Villa e Everton) surge na 2.ª posição da lista. Em 402 jogos realizados durante a carreira, apontou 67 golos e 14 assistências.
1. Pelé - Muito provavelmente a escolha mais polémica de toda esta lista. Pela seleção do Brasil, Pelé conquistou três Mundiais de futebol, em 1958, 1962 e 1970. Santos e New York Cosmos foram os dois clubes que conheceu durante toda a sua carreira enquanto jogador. Ao todo, estima-se que marcou 767 golos ao longo do seu percurso.
10. Hulk Paraíba - O extremo brasileiro, antigo jogador do FC Porto, é o último nesta lista. Atualmente, Hulk representa os chineses do Shanghai SIPG e está em final de contrato com o clube.
9. Hidetoshi Nakata - Com uma extensa carreira em Itália, este médio criativo japonês, agora com 43 anos, distinguia-se pelo seu estilo de passe e pela habilidade que tinha com os dois pés.
8. Paul Scholes - Lenda no Manchester United, com mais de 700 jogos com a camisola dos red devils. Pelo emblema inglês conquistou 27 troféus, entre eles duas Ligas dos Campeões, em 1998/99 e 2007/08.
7. Neymar - O talentoso extremo brasileiro do Paris Saint-Germain não consegue juntar opiniões unânimes sobre a sua verdadeira capacidade no futebol. Técnica não lhe falta - há quem diga que sobra -, mas as lesões e as constantes polémicas sobre o seu comportamento fora do futebol têm 'assombrado' a carreira do canarinho.
6. Philippe Coutinho - Deu nas vistas no futebol inglês, ao serviço do Liverpool. Saiu pela porta da frente e reforçou o Barcelona. Pelo emblema espanhol, foram 76 jogos, onde marcou um total de 21 golos e 11 assistências, um registo aquém das expectativas geradas pelos adeptos blaugrana. Atualmente, encontra-se emprestado ao Bayern Munique.
5. Georgi Kinkladze - Com mais de 50 internacionalizações pelo seu país, a Geórgia, este médio criativo representou clubes como o Boca Juniors, Manchester City, Ajax ou até Rubin Kazan, antes de retirar-se em 2007. Atualmente, tem 43 anos.
4. Claude Makelele - Fez-se notar ao serviço do Celta de Vigo, do Real Madrid, do Chelsea e ainda do Paris Saint-Germain, clube onde se aposentou. Entre as várias conquistas que teve na sua carreira, destaca-se a Liga dos Campeões, em 2001/02, pelo Real Madrid.
3. Roberto Carlos - Considerado por muitos um dos melhores laterais-esquerdos da história do futebol brasileiro, Roberto Carlos entra diretamente para o top-3 de jogadores mais sobrevalorizados da história do desporto-rei. Um Mundial, em 2002, e três Ligas dos Campeões (1997/98, 1999/00 e 2001/02) foram algumas das suas conquistas ao longo do seu percurso como jogador.
2. David Ginola - Este antigo extremo francês com passagens pelo futebol francês (Toulon, RC Paris, Brest Armorique e Paris Saint-Germain) e inglês (Newcastle, Tottenham, Aston Villa e Everton) surge na 2.ª posição da lista. Em 402 jogos realizados durante a carreira, apontou 67 golos e 14 assistências.
1. Pelé - Muito provavelmente a escolha mais polémica de toda esta lista. Pela seleção do Brasil, Pelé conquistou três Mundiais de futebol, em 1958, 1962 e 1970. Santos e New York Cosmos foram os dois clubes que conheceu durante toda a sua carreira enquanto jogador. Ao todo, estima-se que marcou 767 golos ao longo do seu percurso.
10. Hulk Paraíba - O extremo brasileiro, antigo jogador do FC Porto, é o último nesta lista. Atualmente, Hulk representa os chineses do Shanghai SIPG e está em final de contrato com o clube.
9. Hidetoshi Nakata - Com uma extensa carreira em Itália, este médio criativo japonês, agora com 43 anos, distinguia-se pelo seu estilo de passe e pela habilidade que tinha com os dois pés.
8. Paul Scholes - Lenda no Manchester United, com mais de 700 jogos com a camisola dos red devils. Pelo emblema inglês conquistou 27 troféus, entre eles duas Ligas dos Campeões, em 1998/99 e 2007/08.
7. Neymar - O talentoso extremo brasileiro do Paris Saint-Germain não consegue juntar opiniões unânimes sobre a sua verdadeira capacidade no futebol. Técnica não lhe falta - há quem diga que sobra -, mas as lesões e as constantes polémicas sobre o seu comportamento fora do futebol têm 'assombrado' a carreira do canarinho.
6. Philippe Coutinho - Deu nas vistas no futebol inglês, ao serviço do Liverpool. Saiu pela porta da frente e reforçou o Barcelona. Pelo emblema espanhol, foram 76 jogos, onde marcou um total de 21 golos e 11 assistências, um registo aquém das expectativas geradas pelos adeptos blaugrana. Atualmente, encontra-se emprestado ao Bayern Munique.
5. Georgi Kinkladze - Com mais de 50 internacionalizações pelo seu país, a Geórgia, este médio criativo representou clubes como o Boca Juniors, Manchester City, Ajax ou até Rubin Kazan, antes de retirar-se em 2007. Atualmente, tem 43 anos.
4. Claude Makelele - Fez-se notar ao serviço do Celta de Vigo, do Real Madrid, do Chelsea e ainda do Paris Saint-Germain, clube onde se aposentou. Entre as várias conquistas que teve na sua carreira, destaca-se a Liga dos Campeões, em 2001/02, pelo Real Madrid.
3. Roberto Carlos - Considerado por muitos um dos melhores laterais-esquerdos da história do futebol brasileiro, Roberto Carlos entra diretamente para o top-3 de jogadores mais sobrevalorizados da história do desporto-rei. Um Mundial, em 2002, e três Ligas dos Campeões (1997/98, 1999/00 e 2001/02) foram algumas das suas conquistas ao longo do seu percurso como jogador.
2. David Ginola - Este antigo extremo francês com passagens pelo futebol francês (Toulon, RC Paris, Brest Armorique e Paris Saint-Germain) e inglês (Newcastle, Tottenham, Aston Villa e Everton) surge na 2.ª posição da lista. Em 402 jogos realizados durante a carreira, apontou 67 golos e 14 assistências.
1. Pelé - Muito provavelmente a escolha mais polémica de toda esta lista. Pela seleção do Brasil, Pelé conquistou três Mundiais de futebol, em 1958, 1962 e 1970. Santos e New York Cosmos foram os dois clubes que conheceu durante toda a sua carreira enquanto jogador. Ao todo, estima-se que marcou 767 golos ao longo do seu percurso.
Entre alguns jogadores muito respeitados pelo mundo do futebol ou até verdadeiras 'lendas' do desporto-rei: a 'Football 365' elegeu (e enumerou) os dez jogadores, segundo o portal, mais sobrevalorizados da história do futebol. As escolhas prometem gerar polémica [Imagens: Reuters e Action Images]
6
Deixe o seu comentário

Pub

Publicidade
6
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias

Fotogalerias

Fotogalerias

Sporting

Fotogalerias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0