Os 10 jogadores mais marcantes para Mourinho: ao lado dele e... contra ele

Ricardo Carvalho - Quando José Mourinho chegou ao FC Porto, em 2002, Ricardo Carvalho já era jogador dos dragões. No entanto, foi com o treinador português que se afirmou nos portistas, tendo sido uma das figuras mais importantes nas conquistas, nomeadamente as europeias: Taça UEFA e Liga dos Campeões. E o defesa-central foi um dos jogadores daquela equipa do FC Porto que Mourinho levou para o Chelsea em 2004 – Paulo Ferreira seguiu o mesmo caminho. E como não há duas sem três, o técnico mudou-se para o Real Madrid em 2010 e contratou... Ricardo Carvalho, um dos poucos jogadores que foram treinados por Mourinho em três clubes – teriam sido quatro porque o treinador pediu a contratação do defesa para o Inter. Tudo isto mesmo depois das críticas públicas do futebolista a Mourinho por considerar que estava a ser pouco utilizado no Chelsea.
Frank Lampard - “Mourinho desbloqueou qualquer coisa em mim”, confessou Frank Lampard uma vez. “Adoro-o, vou sempre adorá-lo”, admitiu José Mourinho sobre o médio com quem trabalhou nas duas etapas no Chelsea. Todos os títulos conquistados em conjunto foram na primeira passagem do treinador português nos londrinos.
Materazzi - José Mourinho e Marco Materazzi abraçados e em lágrimas após a final da Champions ganha pelo Inter em 2010, numa altura em que já se sabia que o técnico ia para o Real Madrid, ficaram na memória de todos. Um sinal da ligação forte entre os dois. “Um escudo, um amigo, um pai e um irmão”, disse o ex-defesa sobre Mourinho.
Drogba - “Quem?”, perguntou Roman Abramovich, dono do Chelsea, a José Mourinho em 2004. “Drogba. Pague e não fale”, respondeu o treinador. O avançado marcou 160 golos pelo Chelsea, grande parte deles com o treinador português, mas a história podia ter sido outra. Drogba revelou que queria regressar ao Marselha e que só ficou por causa de Mourinho.
Maniche - O leitor já deve ter lido os elogios de Maniche a Mourinho nas páginas anteriores. Conheceram-se no Benfica, o técnico levou-o para o FC Porto e juntos venceram tudo em Portugal e na Europa. Mais tarde, o ‘Special One’ contratou-o para o Chelsea. “O Maniche só foi grande quando o treinei”, defendeu o técnico.
Cristiano Ronaldo - É o jogador que mais golos marcou em equipas de José Mourinho: 168. Os portugueses trabalharam juntos no Real Madrid durante três épocas com golos, está visto, títulos e, de acordo com a biografia de Modric, uma discussão acesa em 2013 que obrigou à intervenção de outras pessoas para serenar os ânimos. Mas também há relatos de que fizeram as pazes...
Pogba - Mourinho quis o francês e o Manchester United fez dele o jogador mais caro do Mundo da altura – 105 milhões de euros. Depois vieram os conflitos, um deles até visível num treino. “Talvez tenhamos perdido confiança, talvez as coisas tenham corrido mal...”, disse Pogba.
Essien - “Ele não foi meu jogador, é meu filho. Eu sou o seu pai branco”, disse Mourinho sobre Essien, palavras retribuídas pelo ex-médio. A ligação especial até levou o português a viajar ao Gana para conhecer as origens de Essien. Conheceram-se no Chelsea e repetiram a parceria no Real Madrid.
Ibrahimovic - É conhecido por ter um feitio peculiar, mas Ibrahimovic encaixou na perfeição com Mourinho. O avançado saiu para o Barcelona no ano em que o Inter conquistou a Liga dos Campeões, mas os dois reencontraram-se no Man. United. E, aí, venceram a Liga Europa. “Ignorantes dizem que é arrogância. Inteligentes dizem que é confiança”, disse Ibra sobre Mou.
Eto'o - “Estou farto de explicar que Mourinho é uma das melhores pessoas que existem no mundo do futebol”, defendeu Eto’o. A etapa no Inter foi a mais bem-sucedida, mas também trabalharam juntos no Chelsea. Nessa altura, nem uma brincadeira de Mourinho aludindo à idade de Eto’o estragou a amizade.
Ricardo Carvalho - Quando José Mourinho chegou ao FC Porto, em 2002, Ricardo Carvalho já era jogador dos dragões. No entanto, foi com o treinador português que se afirmou nos portistas, tendo sido uma das figuras mais importantes nas conquistas, nomeadamente as europeias: Taça UEFA e Liga dos Campeões. E o defesa-central foi um dos jogadores daquela equipa do FC Porto que Mourinho levou para o Chelsea em 2004 – Paulo Ferreira seguiu o mesmo caminho. E como não há duas sem três, o técnico mudou-se para o Real Madrid em 2010 e contratou... Ricardo Carvalho, um dos poucos jogadores que foram treinados por Mourinho em três clubes – teriam sido quatro porque o treinador pediu a contratação do defesa para o Inter. Tudo isto mesmo depois das críticas públicas do futebolista a Mourinho por considerar que estava a ser pouco utilizado no Chelsea.
Frank Lampard - “Mourinho desbloqueou qualquer coisa em mim”, confessou Frank Lampard uma vez. “Adoro-o, vou sempre adorá-lo”, admitiu José Mourinho sobre o médio com quem trabalhou nas duas etapas no Chelsea. Todos os títulos conquistados em conjunto foram na primeira passagem do treinador português nos londrinos.
Materazzi - José Mourinho e Marco Materazzi abraçados e em lágrimas após a final da Champions ganha pelo Inter em 2010, numa altura em que já se sabia que o técnico ia para o Real Madrid, ficaram na memória de todos. Um sinal da ligação forte entre os dois. “Um escudo, um amigo, um pai e um irmão”, disse o ex-defesa sobre Mourinho.
Drogba - “Quem?”, perguntou Roman Abramovich, dono do Chelsea, a José Mourinho em 2004. “Drogba. Pague e não fale”, respondeu o treinador. O avançado marcou 160 golos pelo Chelsea, grande parte deles com o treinador português, mas a história podia ter sido outra. Drogba revelou que queria regressar ao Marselha e que só ficou por causa de Mourinho.
Maniche - O leitor já deve ter lido os elogios de Maniche a Mourinho nas páginas anteriores. Conheceram-se no Benfica, o técnico levou-o para o FC Porto e juntos venceram tudo em Portugal e na Europa. Mais tarde, o ‘Special One’ contratou-o para o Chelsea. “O Maniche só foi grande quando o treinei”, defendeu o técnico.
Cristiano Ronaldo - É o jogador que mais golos marcou em equipas de José Mourinho: 168. Os portugueses trabalharam juntos no Real Madrid durante três épocas com golos, está visto, títulos e, de acordo com a biografia de Modric, uma discussão acesa em 2013 que obrigou à intervenção de outras pessoas para serenar os ânimos. Mas também há relatos de que fizeram as pazes...
Pogba - Mourinho quis o francês e o Manchester United fez dele o jogador mais caro do Mundo da altura – 105 milhões de euros. Depois vieram os conflitos, um deles até visível num treino. “Talvez tenhamos perdido confiança, talvez as coisas tenham corrido mal...”, disse Pogba.
Essien - “Ele não foi meu jogador, é meu filho. Eu sou o seu pai branco”, disse Mourinho sobre Essien, palavras retribuídas pelo ex-médio. A ligação especial até levou o português a viajar ao Gana para conhecer as origens de Essien. Conheceram-se no Chelsea e repetiram a parceria no Real Madrid.
Ibrahimovic - É conhecido por ter um feitio peculiar, mas Ibrahimovic encaixou na perfeição com Mourinho. O avançado saiu para o Barcelona no ano em que o Inter conquistou a Liga dos Campeões, mas os dois reencontraram-se no Man. United. E, aí, venceram a Liga Europa. “Ignorantes dizem que é arrogância. Inteligentes dizem que é confiança”, disse Ibra sobre Mou.
Eto'o - “Estou farto de explicar que Mourinho é uma das melhores pessoas que existem no mundo do futebol”, defendeu Eto’o. A etapa no Inter foi a mais bem-sucedida, mas também trabalharam juntos no Chelsea. Nessa altura, nem uma brincadeira de Mourinho aludindo à idade de Eto’o estragou a amizade.
Ricardo Carvalho - Quando José Mourinho chegou ao FC Porto, em 2002, Ricardo Carvalho já era jogador dos dragões. No entanto, foi com o treinador português que se afirmou nos portistas, tendo sido uma das figuras mais importantes nas conquistas, nomeadamente as europeias: Taça UEFA e Liga dos Campeões. E o defesa-central foi um dos jogadores daquela equipa do FC Porto que Mourinho levou para o Chelsea em 2004 – Paulo Ferreira seguiu o mesmo caminho. E como não há duas sem três, o técnico mudou-se para o Real Madrid em 2010 e contratou... Ricardo Carvalho, um dos poucos jogadores que foram treinados por Mourinho em três clubes – teriam sido quatro porque o treinador pediu a contratação do defesa para o Inter. Tudo isto mesmo depois das críticas públicas do futebolista a Mourinho por considerar que estava a ser pouco utilizado no Chelsea.
Frank Lampard - “Mourinho desbloqueou qualquer coisa em mim”, confessou Frank Lampard uma vez. “Adoro-o, vou sempre adorá-lo”, admitiu José Mourinho sobre o médio com quem trabalhou nas duas etapas no Chelsea. Todos os títulos conquistados em conjunto foram na primeira passagem do treinador português nos londrinos.
Materazzi - José Mourinho e Marco Materazzi abraçados e em lágrimas após a final da Champions ganha pelo Inter em 2010, numa altura em que já se sabia que o técnico ia para o Real Madrid, ficaram na memória de todos. Um sinal da ligação forte entre os dois. “Um escudo, um amigo, um pai e um irmão”, disse o ex-defesa sobre Mourinho.
Drogba - “Quem?”, perguntou Roman Abramovich, dono do Chelsea, a José Mourinho em 2004. “Drogba. Pague e não fale”, respondeu o treinador. O avançado marcou 160 golos pelo Chelsea, grande parte deles com o treinador português, mas a história podia ter sido outra. Drogba revelou que queria regressar ao Marselha e que só ficou por causa de Mourinho.
Maniche - O leitor já deve ter lido os elogios de Maniche a Mourinho nas páginas anteriores. Conheceram-se no Benfica, o técnico levou-o para o FC Porto e juntos venceram tudo em Portugal e na Europa. Mais tarde, o ‘Special One’ contratou-o para o Chelsea. “O Maniche só foi grande quando o treinei”, defendeu o técnico.
Cristiano Ronaldo - É o jogador que mais golos marcou em equipas de José Mourinho: 168. Os portugueses trabalharam juntos no Real Madrid durante três épocas com golos, está visto, títulos e, de acordo com a biografia de Modric, uma discussão acesa em 2013 que obrigou à intervenção de outras pessoas para serenar os ânimos. Mas também há relatos de que fizeram as pazes...
Pogba - Mourinho quis o francês e o Manchester United fez dele o jogador mais caro do Mundo da altura – 105 milhões de euros. Depois vieram os conflitos, um deles até visível num treino. “Talvez tenhamos perdido confiança, talvez as coisas tenham corrido mal...”, disse Pogba.
Essien - “Ele não foi meu jogador, é meu filho. Eu sou o seu pai branco”, disse Mourinho sobre Essien, palavras retribuídas pelo ex-médio. A ligação especial até levou o português a viajar ao Gana para conhecer as origens de Essien. Conheceram-se no Chelsea e repetiram a parceria no Real Madrid.
Ibrahimovic - É conhecido por ter um feitio peculiar, mas Ibrahimovic encaixou na perfeição com Mourinho. O avançado saiu para o Barcelona no ano em que o Inter conquistou a Liga dos Campeões, mas os dois reencontraram-se no Man. United. E, aí, venceram a Liga Europa. “Ignorantes dizem que é arrogância. Inteligentes dizem que é confiança”, disse Ibra sobre Mou.
Eto'o - “Estou farto de explicar que Mourinho é uma das melhores pessoas que existem no mundo do futebol”, defendeu Eto’o. A etapa no Inter foi a mais bem-sucedida, mas também trabalharam juntos no Chelsea. Nessa altura, nem uma brincadeira de Mourinho aludindo à idade de Eto’o estragou a amizade.

Nesta lista escolhemos alguns jogadores, e numa ordem aleatória, que marcaram a carreira de José Mourinho, tanto pela positiva, com elogios e conquistas em conjunto, mas também pela negativa, recordando as desavenças que teve com Pogba no Manchester United e, até, com Cristiano Ronaldo no Real Madrid. 

5
Deixe o seu comentário

Pub

Publicidade
5
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias

Fotogalerias

Fotogalerias

Sporting

Fotogalerias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.