Record

Homem que atropelou mortalmente Nicky Hayden condenado a um ano de prisão

A pena será no entanto suspensa por existirem atenuantes

• Foto: DR Record
O jornal italiano 'Rimini Today' revela que o condutor que em maio do ano passado atropelou mortalmente o antigo piloto Nicky Hayden, em Itália, será condenado a um ano de prisão, vai perder a carta de condução, bem como pagar as custas do processo. Não chegará, no entanto, a ser preso, pois ficará com a pena suspensa.

O ministério público pedia um ano e dois meses de prisão, uma vez que existiriam atenuantes. O norte-americano, de 35 anos, que seguia de bicicleta, não terá respeitado um sinal de STOP no cruzamento onde se deu o acidente, além de circular com auscultadores.

Vários peritos determinaram que Hayden circulava a uns 20 km/h quando atravessou o cruzamento e atribuem-lhe uns 30 por cento de culpa no acidente. Mas o condutor do carro, de 31 anos, foi considerado culpado de homicídio porque circulava a 70 km/h numa zona em que a velocidade estava limitada a 50.

Recorde-se que a família do antigo campeão do Mundo de MotoGP, em 2006, não assistiu ao julgamento e pedia uma compensação milionária.
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Motociclismo

Notícias

Notícias Mais Vistas