Record

Família de Schumacher revela entrevista inédita do piloto: confissões antes do grave acidente

As respostas do antigo piloto de F1 na primeira pessoa

Michael Schumacher
Schumacher
Michael Schumacher
Schumacher com a mulher
Michael Schumacher
Schumacher
Michael Schumacher
Schumacher com a mulher
Michael Schumacher
Schumacher
Michael Schumacher
Schumacher com a mulher
Faz em dezembro cinco anos que Michael Schumacher sofreu um grave acidente e faz em dezembro cinco anos desde a última vez que o heptacampeão mundial de F1 foi visto pelo grande público. A 30 de outubro de 2013, semanas antes da data fatídica - um acidente numa estância de esqui nos alpes franceses deixou-o em coma vários meses, sem que a família até hoje tenha divulgado o real estado de saúde do antigo piloto - Schumi deu uma entrevista que nunca foi divulgada até agora, momento em que a família de Schumacher decidiu partilhá-la com os milhares de fãs do antigo piloto, na sua página oficial.  

Na entrevista, gravada, podemos ver e ouvir Michael Schumacher recordar o campeonato mais emocionante: "sem dúvida o de Suzuka em 2000, com a Ferrari, depois de 21 anos sem a equipa ganhar e quatro anos de luta para mim, finalmente vencemos. Uma corrida excecional, um grande campeonato", admite.

Schumacher revela também que Mika Häkkinen foi o adversário que mais respeitou e não só dentro de pista. Quanto a ídolos de infância, o antigo piloto de F1 confessa que a sua paixão estava num outro desporto: "Quando era miúdo e praticava karting, sim vi Ayrton Senna ou Vincenzo Sospiri, que admirava porque ser um bom piloto, mas o meu ídolo era Toni Schumacher, porque era um grande jogador de futebol."

Michael Schumacher diz ainda que "para crescer é preciso não olhar apenas para si próprio, mas também para o carro, para os outros pilotos", considerando que essa foi a "chave do seu sucesso". "O talento é muito importante no automobilismo, como em qualquer outro desporto, mas é algo que precisa de trabalhar. O kart é uma boa base para mostrar o talento, mas também para encontrar outras habilidades necessárias para ser piloto", aconselhou, destacando ainda a importância de trabalhar em equipa, em qualquer situação da vida: "o sucesso tem a ver com esse trabalho em equipa", afirmou Schumacher na entrevista que a família só agora revela, quando se aproxima a data do seu 50.º aniversário (a 3 de janeiro de 2019).
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Fórmula 1

Notícias

Notícias Mais Vistas