Renovação de Ansu Fati e futuro de Nélson Semedo nas mãos de Jorge Mendes

Superagente português marcou, esta quinta-feira, presença em Barcelona para definir percurso dos dois jogadores

O futuro de Ansu Fati e de Nélson Semedo no Barcelona está nas mãos de Jorge Mendes. O superagente português marcou, esta quinta-feira, presença naquela cidade espanhola tendo em vista a resolução de dois dôssies que os responsáveis blaugrana querem ver concluídos o mais rápido possível, embora ambos possam ter desfechos completamente diferentes.

De acordo com o jornal espanhol 'Marca', os dirigentes do emblema catalão têm como principal objetivo aumentar o vínculo contratual da mais jovem estrela de 'La Masía', ou seja, Ansu Fati. O internacional espanhol, de apenas 17 anos, assinou em dezembro de 2019 um novo contrato com o Barcelona, válido até 2022 e com mais duas temporadas de opção, com uma cláusula de rescisão fixada em 170 milhões de euros. Pois bem, esses dois anos adicionais estão dados como adquiridos pelos responsáveis blaugrana, uma vez que podem ser ativados de forma unilateral, aumentando automaticamente a cláusula de rescisão de Ansu Fati de 170 para 400 milhões de euros.

Contudo, existe um problema legal que poderá complicar as negociações. É que o Barcelona pretende aumentar o vínculo do jovem avançado de forma independente, ou seja, sem acionar a cláusula já existente no contrato. E é aqui que está o imbróglio. O jovem internacional pela 'La Roja' ainda não atingiu a maioridade, pelo que nunca poderia assinar um contrato superior a três anos, sendo que neste caso estaríamos a falar de cinco - 2019 a 2024, incluindo a primeira renovação e uma suposta segunda -, e será neste aspeto que o empresário português poderá ter um papel determinante nas negociações. Recorde-se que Ansu Fati pertence agora à carteira de jogadores representados por Jorge Mendes.

Quanto a Nélson Semedo, há muito que a saída do lateral-direito português do plantel do Barcelona é colocada em cima da mesa e dado o interesse de vários clubes no ex-Benfica, como é o exemplo do Manchester City, essa possibilidade já esteve mais longe de concretizar-se.

Por Sérgio Magalhães
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Espanha

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.