Record

Tribunal de Moscovo decreta prisão preventiva para Kokorin e Mamaev

Russos vão permanecer presos até 8 de dezembro

Um tribunal de Moscovo decretou esta quinta-feira prisão preventiva para os futebolistas russos Alexandr Kokorin (Zenit) e Pável Mamáev (Krasnodar), detidos depois dos episódios de violência que protagonizaram na segunda-feira.

Os dois jogadores vão permanecer em prisão preventiva até 8 de dezembro, determinou esta quinta-feira Maria Sizintseva, juíza do Tribunal Tverskoi, na capital russa, citada pela imprensa local.

"Para começar, gostaria de me desculpar pelo meu comportamento indigno para Denis Pak (funcionário do Ministério do Comércio e Indústria agredido pelos jogadores). Envergonho-me do que fiz perante os meus pais, o clube e os adeptos. Reconheço que é algo inadmissível", disse Kokorin, que ainda pediu à juíza que o deixasse em liberdade para poder "espiar" a sua culpa, mas esta não acedeu.

A mesma linha seguiu Mamaev, que se desculpou perante as vítimas, qualificou o seu comportamento de "lamentável" e mostrou-se disposto a compensar os danos morais e materiais.

Mamáev, médio do Krasnodar, e Kokorin, avançado do Zenit, foram vistos, através de um vídeo colocado nas redes sociais, a agredir, num café, dois altos funcionários do Ministério do Comércio e Indústria, sendo que um dos quais, Dénis Pak, sofreu um traumatismo cranioencefálico.
Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas