Record

Afinal polémica carta do selecionador da Croácia era falsa e o autor já se identificou

Não foi Zlakto Dali quem escreveu as violentas críticas à classe política do país

• Foto: EPA
Uma suposta carta aberta do selecionador da Croácia, Zlatko Dalic, em que o treinador criticava violentamente a classe política do país, criou enorme polémica e acabou por se verificar que afinal não foi escrita pelo técnico vice-campeão do Mundo. 

Adeptos de dentro e fora do país ficaram estupefactos com o teor das críticas de Dalic (amplamente publicitadas como tendo sido dele), que responsabilizava a classe política pelos problemas sociais do país, um dos mais pobres da União Europeia. 

As palavras atribuídas ao selecionador foram na realidade escritas por Igor Premuzic, que explicou ao portal croata 'Dnevno' ter escrito um texto imaginário, tal como deveria ser escrito por "um verdadeiro desportista e patriota".

Ao publicá-lo na sua conta do Facebook na última sexta-feira, acrescentou, outros meios a difundiram como sendo de Dalic.

Leia o essencial da publicação:

"Escrevo estas linhas por causa da difícil situação da Croácia. A Croácia é o país mais pobre da União Europeia, governado por pessoas más, por por membros de uma organização que já foi declarada criminosa. O povo foi conduzido ao abismo, à miséria, milhões de pessoas abandonaram a sua pátria nos últimos 20 anos.

Hoje na Croácia os nossos reformados não conseguem fazer face às suas necessidades mais básicas, os jovens não conseguem pagar a educação, os cuidados de saúde estão em colapso, o sistema judicial protege o grande capital e é corrupto.

Por isso, peço aos políticos e a todos os representantes das autoridades que levaram o nosso povo ao inferno da miséria, ao desespero e à pobreza, que se afastem da equipa de futebol da Croácia. Não são bem-vindos ao nosso balneário, não queremos fotos com vocês nem apertar a vossa mão. Foram vocês que fizeram da Croácia o país mais pobre da Europa. A Croácia tem mais de mil quilómetros de costa e temos crianças que nunca viram o mar! Temos crianças que vão para a cama com fome porque os seus pais, que estão desempregados, não têm como dar-lhes de comer.

As pessoas que fizeram isto ao nosso país não são bem-vindas. Por favor, respeitem a nossa decisão, não vistam camisolas de futebol nem usem o nosso êxito para a vossa promoção. Só desvalorizam o nosso trabalho e não queremos que o povo da Croácia nos ligue a vocês.  

A equipa informa que todos prémios ganhos no Mundial da Rússia serão depositados num fundo especial para as crianças da Croácia. Esse fundo vai financiar férias de crianças que nunca viram o mar Adriático. 

Os jogadores da seleção estão com o povo croata e vão fazer tudo o que estiver ao seu alcance para ajudar as pessoas mais vulneráveis."

(Notícia atualizada às 14h15)



Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Mundial 2018

Notícias