Coronavírus: Futebol 'interrompido' pela primeira vez desde a II Guerra Mundial

O conflito militar entre 1939 e 1945 tinha provocado a última grande paragem no desporto

O adiamento da 16.ª edição do Europeu de 2020 para 2021, esta terça-feira decidida pela UEFA, por culpa da pandemia do Covid-19, marca a primeira grande 'interrupção' no futebol desde a II Guerra Mundial.

O conflito militar que começou em 1939, com a invasão alemã da Polónia, a se prolongou até 1945, tinha provocado a última grande paragem no desporto, cancelando dois Mundiais e muitos dos principais campeonatos europeus.

Na história do Europeu, que se jogou pela primeira vez em 1960, 33 anos após a ideia original de Henri Delauney, secretário-geral da Federação Francesa de Futebol, esta é mesmo a primeira vez que a prova falha a sequência de quatro anos.

A 16.ª edição do campeonato da Europa disputar-se-á cinco anos após a última - conquistada em 2016 por Portugal -, mais precisamente de 11 de junho a 11 de julho de 2021, no que será uma competição inédita em ano ímpar.

No que respeita ao Mundial, que se disputou pela primeira vez em 1930, não se pôde disputar duas vezes, em 1942 e 1946, devido à II Guerra Mundial. Depois da edição de 1938, em França, a prova só voltou em 1950, no Brasil.

Além do campeonato do Mundo, a guerra que acabou com a vitória dos Aliados sobre a Alemanha Nazi também para vários dos principais campeonatos, nomeadamente o inglês (1939/46), o francês (1939/45), o alemão (1945/47) e o italiano (1944/45).

Em Portugal, onde o campeonato nacional se começou a jogar em 1934/35, como I Liga, nunca houve uma interrupção e, para já, não está prevista que venha a haver, pois o adiamento do Europeu para 2021 deverá permitir a realização das 10 jornadas em falta.

A principal prova do calendário luso, cuja ronda 24 terminou a 08 de março, não tem, para já, data de regresso, sendo que está suspensa indefinidamente. A perspetiva é que a I Liga portuguesa 2019/20 seja retomada e concluída.

Quanto aos Jogos Olímpicos, marcados para Tóquio, capital do Japão, continuam, por enquanto, nas datas previstas, de 24 de julho a 09 de agosto.

A principal prova mundial também só não se realizou, devido às duas grandes guerras. A primeira cancelou a edição de 1916, em Berlim, e a segunda as de 1940, que chegou a passar de Tóquio para Helsínquia, e 1944, marcada para Londres.

A I Guerra Mundial, que durou de 1914 e 1918, já tinha provocado também o cancelamento de vários dos principais campeonatos nacionais, nomeadamente em Inglaterra (1916/19), Alemanha (1915/19), França (1914/18) e Itália (1916/19).

Entre a as duas guerras, a Espanha não teve campeonato de 1936/37 a 1938/39, devido à Guerra Civil no país.

Depois da II Guerra Mundial, foram raros os momentos que pararam as competições nacionais, sendo exceção os acontecimentos do maio de 1968 em França, que interrompeu a 'Ligue 1' duas semanas, e um caso de cólera em Itália, que adiou em um mês o início da 'Serie A' de 1973/74.

De momento, todos os principais campeonatos europeus estão parados e sem data de regresso.

O coronavírus responsável pela pandemia da Covid-19 infetou mais de 180 mil pessoas, das quais mais de 7.000 morreram. Das pessoas infetadas em todo o mundo, mais de 75 mil recuperaram da doença.

O surto começou na China, em dezembro, e espalhou-se por mais de 145 países e territórios, o que levou a Organização Mundial da Saúde a declarar uma situação de pandemia.

Depois da China, que regista a maioria dos casos, a Europa tornou-se o epicentro da pandemia, com mais 67 mil infetados e pelo menos 2.684 mortos, o que levou vários países a adotarem medidas excecionais, incluindo o regime de quarentena e o encerramento de fronteiras.

Em Portugal há 448 pessoas infetadas, segundo o mais recente boletim diário da Direção-Geral da Saúde, mais 117 do que na segunda-feira, dia em que se registou a primeira morte no país.

Por Lusa
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Euro 2020

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.