Record

Benfica é a "cereja no topo do bolo" para o Sertanense um ano após incêndios

Presidente do clube que milita no Campeonato de Portugal satisfeito com o sorteio

• Foto: Luís Manuel Neves
A receção do Sertanense ao Benfica, na terceira eliminatória da Taça de Portugal , é a "cereja no topo do bolo" depois do que a região passou nos incêndios de 2017, afirmou esta quarta-feira o presidente do clube.

"É inacreditável receber o Benfica. Merecemos isto depois do que nos aconteceu no ano passado no concelho, com os incêndios. Receber o Benfica é a cereja no topo do bolo e vai ser uma grande festa para todos. Estamos eufóricos para a partida", disse Paulo Farinha, visivelmente emocionado.

O Sertanense é atualmente o oitavo classificado da Série C do Campeonato de Portugal (terceiro escalão).

"Respeitamos todos os adversários, mas queremos chegar à final e vencer. Esperamos uma grande festa", disse Luisão, na sua primeira intervenção pública como dirigente do clube da Luz, após o sorteio, que decorreu na Cidade do Futebol, em Oeiras.

Finalista vencido na última temporada, o Sporting vai iniciar a campanha no terreno do vizinho Loures, emblema que também milita na Série C do Campeonato de Portugal.

"Temos o máximo respeito por todos. O Sporting tem ambições nesta prova, vamos com respeito, mas o objetivo é ganhar", disse Beto, 'team manager' do Sporting.

Já o vice-presidente do Loures lembrou que vai ser um duelo entre "dois clubes centenários".

"Temos a sorte de receber o Sporting em Loures. É um clube de altos pergaminhos e vamos ter uma eliminatória equilibrada na vontade de vencer", garantiu Júlio Mestre.

Bem mais ambicioso foi o presidente do Vila Real, clube que milita nos campeonatos distritais, que assumiu o desejo que bater o FC Porto nesta fase da Taça de Portugal.

"É a terceira vez que vamos receber o FC Porto e desta esperamos ganhar. Vai ser a festa da Taça e iremos receber bem o FC Porto", disse José Gomes.

Fernando Gomes, dirigente dos 'dragões', lembrou que o clube tem "grande tradição" na prova e que esta temporada quer recuperar o troféu.

"Com o campeão, as equipas motivam-se ainda mais. Lembro que o Vila Real no ano passado só perdeu com o Desportivo das Aves, que conquistou a Taça, pela margem mínima", referiu o antigo avançado.

Por seu lado, o Aves vai iniciar a defesa do título com o Sacavenense, que ocupa o sexto lugar da Série D do Campeonato de Portugal.

"Não há jogos fáceis. Vamos encarar todos os jogos da mesma forma. O Sacavanense merece todo o respeito", disse o ex-guarda-redes Quim, agora dirigente do clube da Vila das Aves.

A terceira eliminatória da Taça de Portugal está marcada para o fim de semana de 20 e 21 de outubro,

Esta temporada, a totalidade dos prémios atribuídos atinge os quatro milhões de euros, com o vencedor da final a receber 300 mil euros, mais os valores acumulados no caminho até ao Jamor.
Por Lusa
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Taça de Portugal

José Vala: O herói da Mata encantada

Em 2017/18, o Caldas fez história ao apurar-se para a meia-final da Taça de Portugal. José Vala foi o líder responsável pela inédita proeza. Foi aclamado "herói". Não só pelo clube, mas também pela cidade que o viu crescer
Notícias

Notícias Mais Vistas