Rui Patrício e a oferta de 500 mil euros de Bruno de Carvalho para ganhar ao Benfica: «Recusámos»

Guarda-redes prestou depoimento por skype no âmbito do julgamento do processo de Alcochete

O julgamento prossegue amanhã, terça-feira, com a inquirição, da parte da manhã, do jogador Ruben Ribeiro, atualmente ao serviço do Gil Vicente, e, de tarde, do treinador Jorge Jesus, que vai testemunhar por videoconferência, a partir das 14:00.

17h44 - Testemunha é dispensada. Termina a sessão.

17h41 - "Ainda hoje, passado um ano e meio, não me sinto seguro, quando vou a Portugal. Tive de apresentar queixa na Suíça pelas ameaças que tive. Não havia condições psicológicas para continuar em Portugal", assume Rui Patrício.

17h36 - Miguel Fonseca traz à conversa o prémio de 500 mil euros que Bruno de Carvalho ofereceu para o Sporting ganhar ao Benfica. "Nós recusámos o prémio. Se a gente aceita o prémio, imagine-se o que é que ele ia dizer a seguir."

17h05 - Miguel Fonseca, advogado de Bruno de Carvalho, desafia Rui Patrício a apresentar o e-mail da suspensão pós-derrota com o Atlético Madrid. Patrício procura o e-mail, não o encontra, Fonseca diz que não existe e a juíza pede ao guarda-redes que, caso encontre o referido e-mail, o envie ao tribunal.

16h57 - Rui Patrício, questionado pela advogada de Fernando Mendes, Sandra Martins, confessa que só na viagem para Lisboa é que se apercebeu do que realmente tinha acontecido no aeroporto da Madeira entre Fernando Mendes e Acuña. Apesar de antes ter assumido que tinha intervindo para tentar serenar os ânimos. 

16h28 - Sobre a chuva de tochas no Sporting-Benfica: «O que fiz foi para ir para a frente para não ser atingido. Naquele momento fiquei f...».  O guarda-redes diz que naquele momento não fez a leitura para quem eram as tochas dirigidas especificamente. 

16h21 - Rui Patrício assume que, após a reunião que se seguiu à derrota com o Atlético de Madrid, o plantel sentiu que o presidente "estava a tentar virar os adeptos contra os jogadores".

16h13 - O guarda-redes conta que Bruno de Carvalho começou por confrontar Acuña com a questão do desentendimento com Fernando Mendes e só depois disponibilizou o seu telefone para ajudar.

16h01 - Sobre a reunião a 14 de maio, véspera do ataque, com Bruno de Carvalho: "No final, virou-se para nós e disse, 'se precisarem de alguma coisa, liguem para mim ou para o Geraldes. Depois eu ligo para vocês. Nós somos uma família e aconteça o que acontecer, vocês vão estar bem para jogar a final da taça'. Depois virou-se para o Acuña e perguntou-lhe 'porque é que fizeste aquilo? Estiveram a ligar-me a noite toda, eu falo com eles, nós vamos tentar resolver isto'."

15h45 - Na reunião, que acabou por ser antecipada para sábado na sequência do comunicado dos jogadores, William de Carvalho terá dito que Mustafa lhe transmitira que o presidente tinha mandado partir os carros dos jogadores. "Ele [Bruno de Carvalho] desmentiu. Disse que, se quisesse bater em alguém, não precisava de ninguém. Acabou a reunião, o presidente saiu da sala e voltou com o telefone em alta voz a perguntar ao Mustafá 'mandei partir os carros ou agredir alguém?' Ele disse que não."

15h36 - "Houve um post público do presidente do Sporting a criticar os jogadores e a equipa. Pedimos uma reunião com ele. Falámos com o Geraldes no hotel para marcar a reunião. Quando chegámos a Lisboa foi-nos dito que a reunião não ia acontecer. Que só aconteceria depois do jogo de domingo. Ficámos boquiabertos!", explica Rui Patrício, referindo-se ao famoso post que Bruno de Carvalho fez no Facebook a criticar a atuação dos jogadores diante do Atlético Madrid.

15h26 - No exterior viu adeptos de rosto destapado. "Conhecia o Fernando Mendes da claque. Estava acompanhado. Vi o William a falar com ele."

15h21 - Em relação a outras agressões a companheiros, Rui Patrício diz que não se apercebeu, pois o caos era total: "Havia fumo, gritos e muita confusão no balneário." Recorda-se de ter visto Jorge Jesus a sangrar do nariz e da boca.

15h18 - Relata que foi em socorro de William Carvalho, que estava a ser agredido com murros no peito e que também ele, nesse momento, foi vítima de agressões.

15h17 - "Quando entraram já vinham no corredor a gritar: 'filhos da p..., vamos matar-vos!'", continua o guarda-redes.

15h13 - "Alguns tinham a cara tapada. Quando abriram a porta, começaram a entrar e agredir logo toda a gente. Não me recordo de quem foi, mas houve logo alguém que levou um pontapé", diz Rui Patrício.

15h09 - "Estava o plantel quase todo no balneário. Se calhar estavam para aí 20 pessoas", recorda o antigo guarda-redes do Sporting. "Vasco Fernandes, que era o nosso secretário técnico, estava a tentar fechar a porta mas não conseguiu."

14h49 - Já há ligação com Inglaterra, Rui Patrício vai começar a ser ouvido.

14h47 - Rui Patrício já devia estar a ser ouvido, mas no Tribunal de Monsanto as autoridades judiciais estão com algumas dificuldades em estabelecer a ligação, via Skype, para Inglaterra.

11h30 - A sessão é agora interrompida e retoma às 14 horas, com o depoimento de Rui Patrício, por videoconferência.

11h21 - A testemunha foi dispensada.

11h20 - "Algum dos senhores da equipa técnica foi despedido pela administração presidida por Bruno de Carvalho?", pergunta o advogado do antigo presidente leonino. "Não, ninguém foi. Como não recebemos notificação nenhuma apresentámo-nos no nosso local de trabalho", responde o preparador físico.

11h10 - "Estava no corredor, junto ao balneário. Ainda lá estavam indivíduos encapuçados e ele estava ali. Tenho a certeza, porque quando me encaminhava para a zona do departamento médico vi-o a dirigir-se para a zona do balneário", responde.

11h08 - Miguel fonseca pergunta-lhe se "viu o funcionário Frederico Varandas na zona do balneário."

11h07 - Márcio Sampaio responde agora às perguntas de Miguel Fonseca, advogado de Bruno de Carvalho.

10h43 - O preparador físico ficou incumbido de ser o primeiro a chegar à Academia na tarde de dia 15 de maio. "Como eu morava no Montijo, ficou combinado que eu seria o primeiro a ir lá para ver se me deixavam entrar, para não passarmos pela humilhação de irmos lá e sermos barrados à entrada. Eu fui, deixaram-me entrar e então liguei aos restantes companheiros da equipa técnica."

10h39 - Márcio Sampaio recorda que Bruno de Carvalho terminou a reunião a alterar o treino da manhã para a tarde, com a justificação de que ainda não informara o departamento jurídico da sua decisão.

10h36 - "Entendemos que estávamos despedidos", adianta Márcio Sampaio.

10h35 - O preparador físico recorda a reunião de 14 de maio, entre Bruno de Carvalho e a equipa técnica: "Foi uma reunião surreal, pela quantidade de coisas que foram ditas. Disse que não havia mais condições para nós continuamos como treinadores do Sporting, que tinha estado até às tantas da manhã a falar com o líder da claque, Fernando Mendes, que nós não sabíamos o que é que estava a ser preparado, que queriam o contacto do Acuña..."

10h20 - Perguntam-lhe se viu alguém ferido: "Vi o Bas Dost, vi o Raul José, que tinha levado com um cinto, e o Mário Monteiro, atingido com uma tocha. O Raul José tinha uma marca na zona do ombro."

10h12 - "Entrei no balneário numa fase posterior, depois dos indivíduos saírem. Ainda ouvi alguém gritar 'temos de ir embora, porque correu mal'", adianta o preparador físico, que agora trabalha com Jorge Jesus no Flamengo.

10h05 - Márcio Sampaio começa a contar o que viu no dia do ataque: "Quando regresso à zona do balneário já havia uma série de indivíduos de cara tapada, já havia uma grande confusão naquela zona."

10h00 - Começa a sessão.

- Hoje de manhã vai ser ouvido Márcio Sampaio, antigo preparador físico do Sporting; à tarde será a vez de Rui Patrício, atualmente ao serviço do Wolverhampton, em Inglaterra, por Skype. Estava previsto André Pinto (que agora alinha num clube da Arábia Saudita) prestar depoimento esta segunda-feira, mas foi adiado para amanhã, dia em que também será ouvido Jorge Jesus.

- Bom dia, vamos acompanhar mais uma sessão do julgamento do ataque à Academia Alcochete, que tem lugar no Tribunal de Monsanto.

Por João Lopes
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0