Record

Defesa de André Geraldes nega acusações

Em causa alegado aviso de Bruno Jacinto

• Foto: Luís Manuel Neves
Face às notícia recolhidas ontem pelo nosso jornal sobre este caso, Record tentou obter mais respostas junto da equipa de advogados de André Geraldes. Fonte da defesa do ex-dirigente do Sporting nega "de forma absoluta e veemente" as acusações de que Geraldes teria recebido um telefonema de Bruno Jacinto no dia anterior ao ataque à Academia a avisá-lo do que poderia acontecer e diz que "se de facto as declarações do arguido [Bruno Jacinto] têm esse conteúdo", o antigo team manager leonino avançará "de imediato" para um processo-crime por difamação.

Sobre o dia da invasão a Alcochete, fonte da defesa de André Geraldes recorda que o antigo dirigente não estava na Academia porque se encontrava "a preparar a sua defesa com vários advogados (incluindo os do Sporting) num outro caso em que se viu envolvido [Cashball]".

A defesa de André Geraldes, sabe Record, aguarda serenamente a apresentação das provas que sustentem a alegada acusação de Bruno Jacinto e continua a distanciar-se totalmente do processo sobre a invasão a Alcochete, focando-se única e exclusivamente no arquivamento do processo Cashball. "Respeitando o segredo de justiça, não tomaremos mais posições públicas, a não ser em sede própria", sublinhou fonte da defesa de Geraldes.
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas

M M