Record

Francisco J. Marques: «Revista aos adeptos na Luz foi baseada em agressão sexual»

Relatos e queixas de apoiantes portistas sobre a entrada para o clássico com o Benfica

A revista de segurança aos adeptos do FC Porto que se deslocaram ao Estádio da Luz, no domingo, motivou uma queixa dos dragões para as instâncias desportivas. Esta terça-feira, no Porto Canal, Francisco J. Marques deu eco às queixas dos apoiantes azuis e brancos, rotulando a dita revista como um "comportamento miserável".

"O que foi novidade este ano foi o facto de a revista ter incidido sobre a área genital, quer de adeptos quer de adeptas. Temos variadíssimos relatos disso. Se a revista pretendesse procurar pirotécnia, o normal seria pedir às pessoas que se descalçassem. Não pediram a ninguém. A revista não foi minuciosa, foi baseada em agressão sexual. Isto é um comportamento miserável, de gente para quem vale tudo. As pessoas do Benfica responsáveis por isto, que não sei quem são... Isto não representa o Benfica, nem as pessoas que gostam de futebol. Felizmente houve duas adeptas que tiveram a paciência e o discernimento de apresentar queixa após o jogo. E felizmente os adeptos do FC Porto souberam comportar-se. Pois aquilo foi para procurar que alguém perdesse a cabeça, que desencadeasse alguma coisa e a culpa seria 'daqueles troglóditas do norte'", afirmou.
Por André Monteiro
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de FC Porto

Notícias

Notícias Mais Vistas

M M