Fisco suspeita que Vieira 'apagou' ligação com Bruno Macedo após voo com cocaína

'Expresso' revela que ex-presidente do Benfica reuniu com o filho e o empresário um mês depois

• Foto: Bruno Teixeira Pires
A Autoridade Tributária (AT) suspeita que Luís Filipe Vieira apagou ligações com Bruno Macedo na sequência da notícia do voo com meia tonelada de cocaína que iria partir, a 9 de fevereiro, de Salvador da Baía, no Brasil, com destino a Portugal. A informação é avançada pelo 'Expresso', que dá conta que, um mês depois, Luís Filipe Vieira agendou uma reunião com o empresário e o filho Tiago Vieira no Seixal, onde ficou decidido que Macedo sairia da gerência da Promotav, sociedade imobiliária que os unia.

O empresário de jogadores estava no manifesto de voo desse avião onde foram encontrados 500 quilos de cocaína, algo que explicou na altura como uma "solução de recurso" devido ao cancelamento de vários voos pela pandemia.

Recorde-se que Macedo, Luís Filipe Vieira e Tiago Vieira são, juntamente com José António dos Santos, arguidos no processo Cartão Vermelho, que investiga crimes de abuso de confiança, burla qualificada, falsificação, fraude fiscal e branqueamento de capitais.
Por Record
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas