Governo decreta que eventos com mais de 5 mil pessoas sejam suspensos ou adiados

Devido ao surto que atinge também Portugal

• Foto: Lusa

A ministra da Saúde, Marta Temido, anunciou, esta segunda-feira, que eventos com mais de cinco mil pessoas realizados ao ar livre devem ser suspensos ou adiados, o mesmo devendo acontecer com aqueles que reúnam mais de 150 e tenham lugar onde há grupos de transmissão. Marta Temido disse ainda que se deve ter "especial atenção" aos eventos que contem com a presença de pessoas da China, Irão, Itália. Foi ainda dito que "os profissionais de saúde devem abster-se de reuniões alargadas (conferências e/ ou congressos) uma vez que são elementos fundamentais e necessários". 

"Hoje optámos pelas seguintes medidas: que eventos de mais de 5 mil pessoas em espaços abertos sejam suspensos ou adiados. Depois, que eventos de mais de mil pessoas realizados em áreas fechadas possam ser adiados ou cancelados; depois, que eventos que reúnam mais de 150 pessoas e se esses eventos estiverem para acontecer em concelhos com grupos de transmissão, possam ser adiados ou cancelados", disse a governante.

Esta segunda-feira, subiu para 39 o número de casos casos confirmados de coronavírus em PortugalDos nove casos positivos anunciados, sete estão hospitalizados na região Norte e dois em Lisboa. Há uma doente com um quadro clínico mais gravoso e que se encontra em "vigilância apertada", anunciou também o secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales, em conferência de imprensa conjunta com a diretora-geral da Saúde, Graça Freitas. Segundo as autoridades, existem 339 casos suspeitos a aguardar os resultados laboratoriais.

"Não temos tido um crescimento desproporcionado e exponencial da doença. As medidas de contenção parecem estar a funcionar", disse ainda a responsável, alertando, porém, que "o comportamento do vírus pode mudar". "Até ao momento estamos tranquilos. Não quer dizer que amanhã ou dentro de dois ou três dias não possamos estar numa situação semelhante à de Itália. Não sabemos", alertou Graça Freitas. 

A epidemia de Covid-19 foi detetada em dezembro, na China, e já provocou mais de 3.800 mortos. Cerca de 110 mil pessoas foram infetadas em mais de uma centena de países, e mais de 62 mil recuperaram.

Por Sábado
15
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0